Vistoria de imóvel: o que é, importância e como fazer o checklist?

imovel-para-locacao

A primeira coisa a se fazer quando acaba de comprar ou alugar um imóvel, é se certificar que todo está de acordo, seja uma casa, apartamento ou qualquer outro tipo de imóvel. 

É obrigação por parte do proprietário do imóvel entregá-lo em condições ideais para moradia e vice-versa, pois o locatário também deve entregar a propriedade nas mesmas condições que a recebeu.  

A vistoria do imóvel garante uma segurança de ambas as partes, para que nenhuma precise pagar por reparos que não são de sua responsabilidade.

Nesse artigo vamos explicar como funciona a vistoria de imóveis e qual a melhor maneira de organizar sua vistoria. Confira! 

O que é vistoria de imóvel?

A vistoria de imóveis é um tipo de laudo feito geralmente, quando vai ocorrer a locação ou saída de uma casa, apartamento ou outro tipo de imóvel. Ela pode ser feita antes de alugar o imóvel ou depois de poucos dias da assinatura do contrato, que serve para avaliar a condição que se encontra o imóvel antes da sua locação. 

Deste modo nenhuma das partes, tanto o inquilino quanto o proprietário, poderão ser cobrados indevidamente por danos no imóvel, pois tudo estará anotado no laudo especificando detalhes da condição da casa no momento a ser entregue para o locatário. 

Qual é a importância da vistoria de imóvel?

Para evitar problemas na hora de alugar um imóvel, a vistoria é essencial. É através dela que será identificado algum tipo de problema que pode afetar o bem estar do inquilino durante sua estadia na propriedade. 

O ideal é fazer a vistoria do imóvel antes dele ser alugado, para que possa ser tomada as providências necessárias caso haja algum tipo de problema que vão desde de uma pia entupida até um instalação elétrica não funcional. É importante ter tudo anotado no laudo, como o estado de conservação de cada móvel, instalação, pisos e acessórios.

Na hora da devolução do imóvel tudo deve ser verificado novamente para avaliar se algo foi danificado e se vai precisar de algum tipo de manutenção por parte do inquilino que deve entregar o imóvel nas mesmas condições que o recebeu. 

Como é feita a vistoria de um imóvel?

No momento em que for realizada a vistoria do imóvel é preciso ficar atento e analisar minuciosamente cada parte da propriedade. A infraestrutura do imóvel, internas e externas, sistemas elétricos e hidráulicos, telhados, pisos, pinturas, portas e móveis, se for o caso. 

O laudo final da vistoria deve conter informações detalhadas sobre os problemas encontrados, estado de conservação e indicar quais móveis são novos ou não, além de especificar a quantidade de cada um deles.  

Por ser um trabalho que exige atenção a pequenos detalhes é importante fazer com bastante calma e de forma organizada. Registrar com fotos também é algo muito útil para saber o estado do imóvel, antes e depois. Por isso, um checklist é essencial para que tudo saia conforme o planejado

O objetivo da vistoria depende do momento em que é realizada. Por exemplo:

– Na compra e venda de um imóvel: para garantir que todos os itens combinados com o vendedor estão de acordo e presentes no local; 

– Ao alugar um imóvel: para garantir que o inquilino está entregando o imóvel conforme o combinado, evitando descuidos por parte do locatário.

Mas você pode se perguntar: como organizar a vistoria de imóvel da melhor forma possível? É o que veremos abaixo. 

Checklist para vistoria de imóvel 

A melhor forma de realizar uma vistoria é tendo em mãos um checklist que direcione o processo de inspeção. Com esse formulário, você confere item a item do que está descrito, não deixando passar nenhum detalhe. 

Mas o que deve conter no seu checklist? Veremos a seguir. 

Pintura externa e interna 

Ao verificar a pintura do imóvel, se certifique em olhar cada local, não esquecendo do teto, por exemplo. Também fique atento a possíveis manchas, o que pode indicar vazamentos. 

Ainda, observe detalhes, como: mofo, bolor, estufamento e ondulações, visto que são indicativos de problemas maiores. 

Pisos e azulejos

Ao observar os pisos e azulejos, procure por irregularidades e teste o caimento da água. Se o piso for laminado, verifique se há riscos; no caso de azulejos, cheque possíveis trincos e descolamentos, também observando a qualidade do rejunte. 

Portas e janelas

Nesse momento, é preciso conferir se as portas e janelas estão funcionando perfeitamente, se os trincos e chaves estão dentro da conformidade.

Em caso de vidro, procure por rachaduras e trincos. Se houver ferro nas janelas, busque por ferrugem. E, se houver madeira, verifique se não há lascas ou presença de cupim. 

Parte elétrica

A parte elétrica do imóvel é uma das mais importantes e, por isso, deve ser vistoriada com cuidado. Verifique o quadro de luz, tomadas e interruptores. 

Também é importante inspecionar os chuveiros elétricos, observando se há fios elétricos soltos. 

Parte hidráulica

Por fim, cheque a parte hidráulica abrindo todas as torneiras, dando descarga em todos os banheiros e testando os chuveiros. 

Fique atento ao fluxo da água ao realizar os testes, tendo certeza de que não há canos entupidos e vazamentos. 

Revestimentos

Outro ponto importante na hora de realizar a vistoria do imóvel é avaliar os revestimentos do local. Devido ao desgaste natural que pode ocorrer na estrutura devido ao uso ou por causa do passar do tempo, eles podem vir precisar de manutenção. 

Observe se não há nenhum tipo de rachaduras nas paredes, manchas, buracos ou pisos mal colocados que no futuro podem causar algum tipo de rachadura. 

Móveis

Independente se o imóvel está totalmente mobiliado ou não, é importante verificar todos os móveis que ele possui, como armários de cozinha ou banheiro, estantes, guarda-roupas, entre outros.

Os móveis devem ser registrados informando suas marcas, modelos e principalmente a condição que se encontram no momento da vistoria. Móveis quebrados, arranhados ou faltando alguma peça também devem ser anotados no laudo para saber se é necessário alguma manutenção ou caso os móveis estejam em boas condições, confirmar o funcionamento de cada um deles. 

Acessórios

Por fim, anotar os acessórios do imóvel, anotando sobre seu estado de conservação, quantidade, modelo e funcionamento. Todo tipo de acessório é válido como por exemplo, cortinas, carpetes, espelhos e entre outros. 

Deixe anotado em qual estado foi entregue os acessórios, se os carpetes estavam limpos ou se os espelhos estavam em boas condições, cortinas em bom estado, tudo isso é importante para no final avaliar quando a casa for devolvida. 

Como contestar divergências na vistoria de um imóvel locado?

Contestação do termo de vistoria ou contra vistoria é um direito que o locatário tem caso discorde com a vistoria feita no imóvel. 

Caso isso ocorra, é importante informar por escrito o que não está de acordo. Instalações irregulares, móveis defeituosos e outros. Tudo o que não estiver especificado no documento de vistoria é importante colocar. Após isso é possível solicitar uma nova vistoria para adicionar ou excluir itens do documento. 

Não se esqueça do prazo, pois após feita a vistoria do imóvel e assinatura do contrato a contestação costuma ter o prazo de 3 dias úteis dependendo de cada proprietário. 

Qual a importância da vistoria de saída?

No contrato de locação é sinalizado que o inquilino deve devolver o imóvel ao proprietário nas mesmas condições que lhe foi entregue. 

Dessa forma, no momento em que o inquilino informa que deseja sair do imóvel, a vistoria de saída é marcada para avaliar as condições do imóvel. O que ocorre é como se fosse uma comparação com a primeira vistoria realizada no momento da entrega da propriedade para o inquilino. 

Por isso é importante detalhar muito bem tudo na vistoria de entrada, para que no final não haja nenhuma divergência, sendo assim, a presença do locatário é importante para que ele possa ver se concorda ou não com a vistoria que está sendo feita e se é necessário consertá-la.

Se o imóvel possuir danos, o inquilino é responsável por arrancar os reparos necessários no imóvel como, pintura nova, troca de objetos danificados, reparo de buracos causados por pregos ou parafusos.

A vistoria de saída é quem vai dizer se o imóvel vai precisar ou não de manutenção antes de receber seu próximo inquilino.

Dica final: digitalize sua vistoria de imóvel

Como falamos acima,  o checklist garante que todos os cômodos foram vistos, os objetos conferidos, as instalações inspecionadas e assim por diante.

E qual a melhor forma de produzir esse documento? Utilizando uma plataforma digital. Com dados digitalizados, você tem certeza que todos os passos da vistoria foram seguidos. 

Além disso, os checklists digitais permitem que você ofereça um diferencial para seus clientes: uma vistoria com mais qualidade. 

Isso porque é possível tirar fotografias item a item, adicionar localização e horário via GPS e assinar digitalmente o documento. Dessa forma, o relatório final é super completo, dando uma visão super detalhada de todos o processo.

Para saber mais sobre como a digitalização pode ser útil e como o Videnci pode te ajudar nesse processo, confira nosso material. É só clicar aqui. 

Obrigada por acompanhar e boa leitura! 

About the Author: Isabele Borges