É preciso cumprir uma série de fatores para que uma obra seja finalizada no tempo correto e com sucesso: planejamento inicial, cronograma, parâmetros de segurança do trabalho etc. Nesse contexto, dentre esses fatores, destaca-se o controle de custos, visto que, sem executá-lo da forma adequada, a construtora jamais terá um bom retorno financeiro.

Entretanto, mesmo sendo fundamental para a saúde financeira de um projeto de construção, nem toda empresa sabe aplicar um eficiente controle de custos em seu canteiro de obras, o que representa uma enorme desvantagem em relação aos concorrentes.

Confira, abaixo, a importância do controle de custos em uma obra e veja como aplicá-lo.

Importância de fazer o controle de custos na obra

Engana-se quem acha que a execução de um controle de custos eficiente em uma obra reflete positivamente apenas em questões financeiras.

Seja em um pequeno canteiro de obras, seja em uma construção de grande porte, a gestão correta de custos também tem ligação direta com: finalização da obra no prazo previamente estabelecido; garantia dos padrões de qualidade; aumento da produtividade da equipe de trabalho; coleta inteligente de indicadores de performance, entre outros.

Em outras palavras, podemos perceber facilmente que a gestão de custos de um empreendimento vai muito além de questões que envolvem apenas dinheiro, abrangendo e impactando praticamente todas as fases de uma obra.

Como aplicar o controle de custos na obra

Agora que já sabemos sobre sua importância, é preciso pautar de quais maneiras é possível alcançar um satisfatório controle de custos em um canteiro de obras.

Cabe ressaltar, primeiro, que, para quem almeja esse patamar de gestão efetiva, não basta garantir a execução aleatória de apenas um dos parâmetros abaixo. Isto é, o ideal é a construtora viabilizar meios e ferramentas para que a grande maioria desses padrões seja implementada.

Faça um planejamento

Independentemente do tamanho do canteiro de obras e do número de colaboradores atuando no projeto, é simplesmente inimaginável pensar em um empreendimento construtivo que não tenha um planejamento muito bem definido.

Por isso, é necessário que todas as etapas da obra estejam previamente planejadas, aumentando, assim, as chances de obter um satisfatório controle de custos.

Para ficar mais fácil de entender, imagine que uma obra esteja na fase de concretagem da fundação e precise dos serviços de uma fornecedora de concreto. Entretanto, devido ao seu planejamento precário, a construtora ainda não sabe definir com exatidão qual será o volume de concreto utilizado, bem como as datas do início da concretagem.

Nesse cenário, a construtora, infelizmente, fica exposta a possíveis atrasos de fornecimento (já que não tem ideia da quantidade de concreto necessária), o que pode implicar em parada da produção e, consequentemente, perda de dinheiro.

Além disso, vale destacar que, nessa situação, a empresa também está sujeita a preços mais elevados para o fornecimento do concreto/insumos, pois todo tipo de serviço que é solicitado sem aviso prévio naturalmente pode ter o seu valor inflacionado.

Utilize a tecnologia

Todos os setores industriais colhem frutos do avanço da tecnologia: o automobilístico usufrui da automação na linha de montagem; o petroquímico se beneficia de plataformas cada vez mais eficazes na perfuração do solo a elevada profundidade; e o metalúrgico, do controle inteligente de um alto forno.

O ramo da construção civil não é diferente: atualmente, existe uma série de recursos tecnológicos que beneficiam a produção de uma construtora, seja durante a etapa inicial de planejamento, seja na finalização e entrega da obra.

Um deles é um software para a aplicação do diário de obras.

Diário de obras e a otimização dos investimentos

Diário de obras nada mais é do que uma ferramenta na qual se arquiva e documenta tudo aquilo que acontece na rotina de trabalho em um canteiro de obras. Informações como número de colaboradores presentes; desempenho de máquinas e equipamentos; evolução das etapas e detalhes sobre segurança do trabalho são as que se coletam para um diário de obras.

Antigamente, todos esses dados eram recolhidos e arquivados de uma forma pouco eficiente, por meio de anotações em papéis ou preenchimento de planilhas em Excel.

Contudo, hoje, já existem softwares que permitem à construtora centralizá-los, permitindo, assim, que a sua atualização seja feita em tempo real e por qualquer colaborador, bastando apenas acessá-la por um aparelho eletrônico.

Nesse sentido, um diário de obras executado em um modelo digital beneficia — e muito — o controle de custos, essencialmente pelo fato de as informações estarem mais claras e ao alcance de todos, reduzindo, assim, as chances de gerar tarefas desnecessárias e otimizando os investimentos.

Melhore a comunicação

Garantir uma comunicação eficiente em um ambiente de trabalho é fundamental para que as fases da produção sejam executadas de forma ágil e sem correr riscos de ser mal-interpretadas.

Por isso, viabilizar ferramentas que intensificam e facilitam a troca de informações e mensagens (aplicativos de conversa, softwares em plataformas online etc.) é um ótimo aliado para a redução tanto do desperdício de insumos, quanto do tempo ocioso de colaboradores.

Cabe ressaltar que a melhoria da comunicação não deve se restringir aos processos internos. Em outras palavras, a qualidade do diálogo que é estabelecido com os clientes e fornecedores também precisa ser eficaz.

O controle de custos e os resultados mais efetivos

Deste modo, é fato que, ao priorizar uma política adequada de gestão de custos, os resultados de produção, sem dúvida, serão mais satisfatórios, pois, como vimos acima, uma vez que o controle de custos impacta vários outros parâmetros de qualidade, a sua correta aplicação automaticamente propicia bons resultados em toda a linha produtiva.

Portanto, após entendermos qual a importância do controle de custos em um canteiro de obras, bem como analisarmos as formas de aplicá-lo, fica mais simples de perceber o porquê de essa gestão ser imprescindível para o sucesso da obra. Vale ressaltar, ainda, o uso da tecnologia para a execução do controle de custos, a qual, sem dúvida, potencializa esse processo.

O conteúdo foi interessante para você? Então, leia o nosso post sobre 6 maneiras eficientes para reduzir custos na sua obra.