Checklist para vistoria de veículos: o que é e como se preparar?

Checklist para vistoria de veículos: o que é e como se preparar?

Para que um veículo possa circular com seguranças nas vias brasileiras, é preciso que ele passe por uma vistoria. Mas você pode se perguntar: quais itens são levados em consideração em um checklist para vistoria de veículos?

É justamente sobre essa temática que iremos falar hoje no nosso blog post. Além disso, mostraremos os principais tipos de vistoria veicular, quando esse procedimento deve ser feito e como se preparar para ele

Acompanhe!

O que é uma vistoria veicular?

A vistoria é um procedimento realizado por um órgão competente para que o veículo possa circular nas estradas do país. 

Esse processo, portanto, garante que os automóveis estejam regulares frente à fiscalização e que possam transitar com segurança

Nesse sentido, o órgão responsável pelas vistorias em veículos – sejam eles quais forem, como carros, ônibus e caminhões – é o DETRAN (Departamento de Trânsito). 

Por que é necessário fazer uma vistoria?

De acordo com o portal eletrônico do DETRAN/PR, realizar a vistoria é necessário para garantir:

– A autenticidade da identificação do veículo e da sua documentação;

– A legitimidade da propriedade;

– Os equipamentos obrigatórios dos veículos e o seu funcionamento.

Quando a vistoria veicular deve ser feita?

A vistoria veicular é exigida quando:

– Há mudança de propriedade do veículo;

– O proprietário mudar o município de domicílio ou residência;

– For alterada qualquer característica ou categoria do veículo que necessite a atualização do documento.

No último caso, quando há alteração de características do veículos, é importante que o procedimento seja realizado para que não haja nenhuma fraude ou modificação que esteja em desacordo com o que institui o DETRAN.

Quais são os tipos de vistoria veicular?

Agora que já entendemos o que é e quando esse processo é necessário, vamos mostrar quais os principais tipos de vistorias existentes. 

Vistoria prévia

Se o condutor deseja contratar um seguro para o seu veículo, as seguradoras irão exigir uma vistoria prévia para checar as condições gerais do automóvel – tanto documentais quanto físicas. 

Esse tipo de vistoria, no entanto, não é realizada pelo DETRAN e, sim, pela seguradora ou por um posto autorizado pela mesma. 

Vistoria cautelar ou de procedência 

Já a vistoria cautelar é realizada quando um veículo é posto à venda e é necessário assegurar sua procedência

Nesse tipo de avaliação, algumas informações importantes são verificadas, como chassi adulterado, qualidade da pintura, situação do motor, autenticidade dos lacres das placas e outros itens. 

Nesse contexto, é também verificado o banco de dados do DETRAN, que reúne informações essenciais para que seja constatado qualquer pendência relacionada ao veículo.

Vistoria de transferência

Como falamos no tópico anterior, sempre que um veículo for transferido para outro proprietário, é essencial que a vistoria seja realizada. 

Alguns pontos serão levados em consideração nesse tipo de vistoria, como documentação válida, boas condições de manutenção e posse 100% regular do veículo. 

Após a realização desta vistoria e, em caso de total conformidade, o DETRAN emite o laudo de vistoria veicular. 

Vistoria móvel

Por fim, a vistoria móvel também é um procedimento realizado para transferir a propriedade do veículo, porém, o local é definido pelo proprietário. 

Normalmente quem solicita esse tipo de vistoria são pessoas que possuem caminhão ou frotas de caminhões acima de 10 toneladas, visto que a locomoção de veículos de grande porte não é realizada de maneira simples. 

Como se preparar para a vistoria veicular?

Se você sabe que o veículo irá passar por uma vistoria, é importante já se atentar a alguns pontos e estar preparado para o procedimento. Confira o checklist:

IPVA em dia;

– Caso haja alguma multa associada à sua CNH (Carteira Nacional de Habilitação), é preciso quitar o débito antes da vistoria;

– Levar consigo documentos pessoais, como RG, CPF e comprovante de residência;

– Estar com Certificado de Registro de Veículos (CRV) e o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRVL) em mãos.

No entanto, cada DETRAN pode ter regras específicas e cobrar diferentes valores para que a vistoria seja realizada. Por isso, esteja atento e consulte o DETRAN da sua região para mais informações. 

Qual a diferença entre vistoria e inspeção veicular?

Outro ponto bastante relevante e que pode causar dúvidas é: qual a diferença entre vistoria e inspeção

Como temos falado durante o conteúdo, a vistoria veicular tem como objetivo garantir que o automóvel esteja dentro de todas as condições legais e seguras para circulação. Porém, nenhum equipamento que avalia tecnicamente o veículo é utilizado. 

A inspeção veicular, por outro lado, é realizada com a rodagem do veículo e com o uso de equipamentos específicos. Para que a inspeção seja conforme, um checklist deve ser seguido e os parâmetros devem ser obrigatoriamente atingidos. 

Na inspeção, o Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN) e o Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA) são os órgãos responsáveis pelas regras, parâmetros e medições – e não o DETRAN.  

Nesse sentido, os profissionais responsáveis pela inspeção veicular são engenheiros ou técnicos especializados devidamente habilitados pelo Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (CREA).

Como é feita a vistoria de transferência?

Quando falamos sobre os principais tipos de vistorias, um dos citados – e um dos mais comuns – é o procedimento voltado para transferências. 

Sempre que um automóvel muda de propriedade, é obrigatório que a vistoria seja realizada para assegurar o comprador e impedir a circulação de veículos inconformes.

Ou seja, esse processo evita uma futura dor de cabeça para o comprador quanto às condições de conservação/manutenção; legais; e itens obrigatórios.

É também importante reforçar que a vistoria de transferência garante a autenticidade do veículo. Assim, é garantido para o comprador que não se trata de um automóvel roubado, ou clonado, além de atestar suas modificações. 

Segundo o Código de Trânsito Brasileiro, quando há mudança de propriedade do veículo, o prazo para o proprietário adotar as providências necessárias é de trinta dias.

O que é exigido na vistoria do DETRAN?

Além dos documentos – CRV, CRVL e multas/IPVA quitados, o DETRAN também exige que as condições físicas do veículo estejam de acordo.

Dessa maneira, o Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN) faz algumas exigências, como a presença de itens obrigatórios. Vejamos alguns deles – a lista completa pode ser encontrada clicando neste artigo:

1) Pára-choques, dianteiro e traseiro;

2) Protetores das rodas traseiras dos caminhões;

3) Espelhos retrovisores, interno e externo;

4) Limpador de pára-brisa;

5) Lavador de pára-brisa;

6) Pala interna de proteção contra o sol (pára-sol) para o condutor;

7) Faróis principais dianteiros de cor branca ou amarela;

8) Luzes de posição dianteiras (faroletes) de cor branca ou amarela;

9) Lanternas de posição traseiras de cor vermelha;

10) Lanternas de freio de cor vermelha. 

Cada DETRAN, a depender do estado, pode exigir itens diferentes na vistoria, o que também deve ser ponto de atenção para quem irá submeter seu veículo.

O DETRAN de São Paulo, por exemplo, exige que durante a realização da vistoria de identificação veicular devem ser registradas imagens dos diversos itens veiculares, como hodômetro e lacre traseiro. 

Outro ponto de atenção, além dos itens obrigatórios, são as modificações que os condutores podem ou não realizar nos veículos. A legislação responsável é a Resolução nº 916 de 28/03/2022 do CONTRAN

Assim, munido de todas as informações acima citadas, é possível compreender todos os itens exigidos na vistoria veicular e como não ter o automóvel reprovado no processo. 

Modelo Vistoria de Veículos do Videnci

Como vimos no conteúdo, manter as vistorias e inspeções veiculares é uma segurança tanto documental quanto física do veículo, que resguarda o condutor e também passageiros. 

Se você trabalha com frotas de veículos, como carros e caminhões, é muito importante que todas essas informações estejam em dia. 

Isso garante que nenhum colaborador seja prejudicado no que diz respeito à segurança enquanto utiliza o veículo e, também, o assegura na questão fiscal e legal do automóvel frente à uma fiscalização, por exemplo.

Por isso, você, enquanto gestor, pode garantir que todas as vistorias e inspeções estão em dia utilizando o checklist para vistoria de veículos do Videnci.

Utilizando nossos formulários digitais, é possível:

– Garantir que os veículos foram vistoriados e inspecionados no período correto, agendando futuras vistorias diretamente no sistema;

– Criar um checklist de boas práticas para que a integridade do veículo seja mantida, facilitando a aprovação em vistorias e inspeções;

– Utilizar o recurso de fotografia dentro do próprio formulário para confirmar os dados coletados;

– Programar manutenções para manter a vida útil do veículo. 

Para continuar entendo mais sobre as vantagens de tornar esse processo digital, você pode compreender melhor como digitalizar o processo de vistoria veicular. Você também pode marcar uma reunião de demonstração com o nosso time de especialistas para entender como podemos ajudar o seu negócio hoje!

About the Author: Isabele Borges