Checklist de Construção Civil: faça de forma eficiente e lucrativa

Acompanhar uma obra nem sempre é uma tarefa fácil, não é mesmo? É por isso que um checklist de construção civil é tão importante, até mesmo essencial para o bom andamento do empreendimento.

Numa obra, é necessário vistoriar diversos pontos, como normas de segurança, compra de materiais, controle de ferramentas e muitos mais. 

Por isso, no post de hoje, vamos mostrar o que é um checklist de obra, principais indicadores e como tornar esse processo bastante eficiente. Boa leitura!

O que é um checklist de obra?

De forma bastante simplificada, checklist é uma lista de verificação. Ou seja, é um documento capaz de controlar etapas de atividades, de forma a garantir a execução correta.

Logo, um checklist de obra é uma forma de compilar as atividades que fazem parte da construção. Quando listadas em formato de checklist, a execução é realizada passo a passo, o que é bastante importante no canteiro de obras

É também interessante ressaltar que o checklist pode ser utilizado em qualquer obra, independentemente do porte, e adotado por qualquer empresa. 

Confira alguns itens que podem ser compilados em um checklist de obra:

– Áreas do canteiro de obras;

– Cotação e controle de materiais;

Inspeção do projeto estrutural;

– Andamento e execução das atividades;

– Controle de itens relativos à segurança do trabalho, como uso de EPI. 

Qual sua importância para a eficiência da gestão?

Utilizar um checklist, além de organizar os procedimentos que fazem parte da construção civil, também traz repercussões importantes no que diz respeito à gestão eficiente. 

Nesse sentido, uma gestão eficiente é aquela capaz de controlar recursos humanos e materiais do canteiro de obras. Com esse tipo de controle, há alguns pontos positivos que podem ser destacados, como veremos abaixo. 

Otimização dos processos

Para que uma construção seja finalizada, diversas etapas devem ser seguidas, de forma que nenhum passo seja negligenciado. Para que o processo seja encaminhado de forma contínua e eficiente, utilizar ferramentas, como os checklists, são essenciais. 

Ao listar as atividades, atribuir responsabilidades e acompanhar as execuções, é possível ter uma visão do todo, realizando uma gestão mais eficiente. 

Diminuição de problemas e riscos

Como falamos acima, uma gestão eficiente garante que a equipe de trabalho saiba exatamente quais são suas atividades do dia, ordem que devem ser realizadas e boas práticas de execução.

Assim, além de ajudar a ter a visão do todo, utilizar checklists em obras permite identificar erros com antecedência, evitando desperdícios e aumentando a produtividade.

– Você pode se interessar: Sem retrabalho! 4 passos para potencializar a produtividade

Acompanhamento de normas

Não é segredo que a construção civil possui diversas normas regulamentadoras. Muitas delas dizem respeito à segurança do trabalho, como a NR n°6 e NR n° 12.

Nesse sentido, além de contar com uma equipe responsável, ter a ajuda de um checklist faz com que as normas e boas práticas sejam devidamente cumpridas, evitando que a equipe realize atividades arriscadas sem a devida proteção, por exemplo. 

– Para saber mais sobre NRs: Norma regulamentadora: conheça as da construção civil

Quais são os principais indicadores na execução de uma obra?

Para garantir que uma obra seja executada no tempo correto, utilizando apenas os materiais necessários e com a força de trabalho proporcional, é preciso estabelecer indicadores – também conhecidos como KPIs.

Nesse contexto, os indicadores têm como objetivo quantificar a performance de uma obra. Esse tipo de análise é também importante para a otimização de processos, tópico discutido logo acima, além de acompanhar metas definidas no planejamento estratégico.

Assim, alguns indicadores fazem sentido e podem ser atribuídos na construção civil, como:

Relação entre atividades planejadas e concluídas: acompanhe a evolução da obra no período de tempo estabelecido;

– Número de inspeções realizadas: entenda qual o nível de qualidade o trabalho vem sendo entregue;

– Materiais desperdiçados ou entregues com defeito: saiba o que vem afetando o custo total da obra;

– Controle de falhas e retrabalhos: controle quais atividades ou processos têm gerado mais retrabalho, de forma a tornar todos os processos mais eficientes;

– Acidentes de trabalho: o ideal é que não haja acidentes e que a segurança dos colaboradores seja sempre mantida, por isso, acompanhar esse indicador é bastante importante. 

Como criar um checklist de obra de forma eficiente?

Agora que entendemos o que é e a importância de utilizar checklist de construção civil, vamos te mostrar como montar um checklist dessa natureza.

Análise de projetos e listagem das atividades

Antes de partir para a checagem das atividades, é preciso entender o projeto em si e todas as tarefas pertinentes à ele. 

Quando falamos em análise de projeto, é necessário estudar o projeto arquitetônico e também a parte estrutural no que diz respeito à parte elétrica e hidráulica, por exemplo.

É também preciso conhecer o canteiro de obras e os espaços contidos nele, definido cada espaço para facilitar a logística da distribuição de pessoas, materiais e ferramentas. 

Após essa análise, portanto, já é viável realizar uma listagem das principais atividades, que serão categorizadas conforme explicaremos no tópico abaixo. 

Criação de categorias para as atividades e definição de responsáveis

Com as informações acima coletadas e listadas, você pode categorizar e atribuir responsabilidades. 

Nesse item, é necessário entender dois pontos essenciais: a ordem de execução das atividades, para que seja possível seguir um fluxo de trabalho que faça sentido; e a verificação se, entre as atividades, há dependências

Caso as dependências não sejam verificadas, corre o risco do seu checklist perder o sentido, visto que uma tarefa pode depender 100% de outra para ser executada e concluída.

É também na categorização que você define prioridades e a frequência de realização das tarefas, uma vez que cada atividade pode seguir um calendário diferente de execução. 

Quem faz o quê? Quem responde a quem?

Uma grande parte da categorização é atribuir aos responsáveis suas respectivas responsabilidades. Por isso, entender quem faz o que é mais do que essencial.

Na construção civil, as hierarquias devem ser respeitadas para que cada atividade seja bem executada, principalmente levando em conta as questões de segurança. 

Nesse sentido, o supervisor de obra é o responsável mais alto na hierarquia, seguido do mestre de obras, dos encarregados e dos outros profissionais com seus ajudantes. 

O supervisor é responsável pela inspeção das atividades e pelo gerenciamento da edificação, garantindo o cumprimento das normas.

O mestre de obras, por sua vez, coordena a equipe de profissionais trabalhando na obra e solicita materiais, enquanto o supervisor é responsável pelo cronograma do projeto.

– Para saber com mais detalhes sobre as responsabilidades no canteiro de obras, confira: Supervisão de obras: Guia para você saber tudo

Parceiros

Quando falamos em construção civil, saber gerenciar parceiros é também uma forma de garantir que a obra será executada com qualidade, no tempo esperado e com os custos também controlados. 

Além de escolher parceiros de qualidade, é preciso acompanhar seu trabalho e as entregas, bem como avaliar se atendem o que foi estipulado em contrato.

Todo esse gerenciamento é facilitado usando um checklist, que pode comprovar as entregas de atividades e materiais, além de documentar tudo o que for relativo à custo. 

Deixe o parceiro alinhado às suas expectativas

O bacana de usar uma ferramenta como um checklist é que ela pode ser compartilhada, facilitando o alinhamento de expectativas.

Por isso, compartilhe com o fornecedor a lista de atividades/materiais com antecedência para que nenhuma expectativa seja quebrada. Além disso, socialize com ele os seus prazos máximos de entrega, uma vez que atrasos podem impactar negativamente o andamento da obra. 

Assim, a questão de parceiros – assim como a obra num todo -, exige organização e planejamento, o que é facilitado com o uso de checklist para construção civil. 

Orçamento

Um dos grandes erros que você pode cometer ao realizar a gestão de uma obra é não delimitar um orçamento ou realizá-lo de forma irreal e incoerente

Portanto, o orçamento precisa, necessariamente, ser feito com base em cálculos e projeções reais de custos, que considerem todos os gastos e possíveis cenários do projeto.

Logo, é essencial que o valor definido seja coerente com as necessidades da obra, visto que, uma estimativa errada pode resultar em atrasos e cortes em etapas do projeto.

Com um checklist em mãos, é muito mais simples realizar um orçamento, pois, de forma concreta, você pode visualizar todas as etapas e atividades necessárias no canteiro de obras, controlando materiais e custos

– Para saber tudo sobre orçamento em obras, não deixe de conferir: Montando o orçamento de obras em 9 dicas práticas.

Divulgue o checklist

Uma das últimas etapas, agora que tudo foi listado de forma correta, é divulgar o checklist com as pessoas que farão uso dele

Nesse sentido, a comunicação é importante para que cada profissional saiba o que deve fazer e em qual prazo para que erros não sejam cometidos na execução do projeto. 

Acompanhamento do cronograma e checagem da execução

Por fim, é preciso acompanhar se o cronograma de obra está sendo cumprido, se os prazos estabelecidos não estão corrompidos e se os profissionais estão seguindo as normas e orientações.

Assim, a checagem de informações é fundamental para o bom andamento da obra, uma vez que, se algo está sendo executado fora do planejamento, é possível rever e ajustar para que o projeto seja entregue com qualidade conforme previsto. 

Formulários para construção Videnci

Como falamos durante todo o conteúdo, utilizar checklists realmente é uma ótima solução para controlar e monitorar os processos envolvidos numa obra. 

Porém, se esse procedimento for executado no papel, é bastante provável que as etapas não sejam analisadas corretamente e que a sua equipe se perca com a quantidade de folhas e documentos gerados. 

O papel, além de ser altamente contaminável, pode ser facilmente perdido, extraviado e ter informações perdidas por desgaste. 

Por isso, indicamos que esse controle seja feito de forma digital, excluindo o uso de papel e planilhas. Quando realizamos um checklist digital, é garantido que as informações não irão se perder e que todos os dados serão centralizados em uma mesma plataforma

Ao utilizar um software, como o Videnci, além de criar checklists e formulários digitais, você pode comprovar atividades utilizando diversos recursos, como fotografia digital, localização via GPS e muito mais. 

Com o nosso sistema, é também possível controlar equipes de campo e entender se todos os prazos e atividades estão sendo cumpridos. Tudo isso em tempo real!

A sua equipe pode utilizar qualquer dispositivo eletrônico, como tablets e celulares, para preencher os formulários sem precisar utilizar a internet. 

Por isso, preparamos um conteúdo detalhado para mostrar o passo a passo de como utilizar checklists digitais do Videnci na sua obra.
Caso você tenha se interessado pela nossa solução e queria marcar uma demonstração, temos um time de especialistas pronto para isso! Agende o melhor horário.

About the Author: Isabele Borges