janeiro 12, 2021

Entenda a importância do plano de manutenção

Isabele Borges

Existem diversos tipos de plano de manutenção e muitas maneiras de gerenciar essas tarefas, mas já parou para entender a importância desses planos? 

Antes de qualquer vantagem, o que é um plano de manutenção? São rotinas que auxiliam na inspeção, identificação de problemas, conserto e conservação dos equipamentos. 

É uma maneira da empresa estruturar os dados dos produtos em utilização para organizar a equipe, oferecendo o melhor serviço para conservar e consertar os componentes dos equipamentos.

Neste post abordamos pontos essenciais para você modular o plano que se encaixa na sua empresa.

Tipos de plano de manutenção

Toda manutenção tem uma finalidade específica. Entre as mais comuns estão:

Manutenção Corretiva: realizada quando uma falha é identificada e é preciso solucionar a correção do problema. 

Esse é o tipo mais comum que as equipes de pós-vendas lidam: o cliente possui um equipamento com problemas ou funcionamento irregular e entra em contato procurando suporte.

Manutenção Preventiva: tem a função de prevenir e evitar possíveis falhas no equipamento e pode ser feita de maneira sistemática de acordo com o desgaste ou de forma periódica. 

Esse tipo de manutenção exige um calendário de manutenções para o produto.

Manutenção Preditiva: equipamentos que contam com sistemas de monitoramento tem o potencial de indicar mudanças de funcionamento que podem se transformar em falhas.

Assim, o próprio sistema indica que uma manutenção deve ser feita para efetivamente evitar qualquer tipo de problema.

Manutenção Detectiva: serve para encontrar falhas que não foram identificadas durante o uso do equipamento. Geralmente é realizada para sistemas de segurança, comando e controle.

São realizadas com aparelhos dedicados para a detecção de problemas, assim, evitando possíveis falhas ou corrigindo problemas presentes. 

Manutenção Produtiva Total: é muito mais um processo do que uma manutenção em si. O princípio é que a empresa inteira busque por eficiência nas manutenções, não só realizá-las como trabalhos separados. 

O objetivo é que a equipe inteira deve contribuir para que os equipamentos ativos estejam funcionando. Isso garante a melhor performance do produto e uma alta qualidade na prestação dos serviços, sejam externos ou internos.

Vantagens de fazer um plano de manutenção

O plano de manutenção compõe todas as atividades que vão manter o produto funcionando de forma correta. Algumas das principais são:

Coleta de dados

Ao fazer o acompanhamento dos equipamentos, é mais fácil identificar padrões de falha e de tempo de vida útil do produto

Sabendo disso, é possível aprimorar o plano ou até criar um plano de manutenção preventiva com base nos dados dos equipamentos que estão atualmente em uso.

Gestão de recursos e equipe

Quando se mantém os dados de quais são os problemas mais comuns e suas periodicidades, a gestão de compra e entrega de peças pode ser feita de forma mais controlada e previsível

Ao fazer um plano com as peças, equipe e tempo necessários, a gestão da equipe proporciona uma visão geral das manutenções que estão sendo feitas e da capacidade de atendimento da empresa.

Acompanhamento constante

Quando o monitoramento é feito com frequência existem mais oportunidades para identificar e solucionar possíveis falhas. A equipe técnica também adquire mais experiência e aprimora os próximos atendimentos.

Segurança

Planos de manutenção realizados conforme o calendário definido diminuem a probabilidade de riscos do equipamento, garantindo a segurança das pessoas que têm contato frequente com o produto.

Melhora a performance do equipamento

Com manutenções regulares, as falhas são resolvidas de forma rápida e muitas vezes preventiva, o que faz com que a vida útil do equipamento fique mais longa. Além de evitar desgastes desnecessários e troca de peças antes do planejado.

Cada operação terá benefícios diferentes utilizando o plano de manutenção, mas o controle do processo é uma das características mais importantes para todos os negócios. Ao ter uma visão clara dos processos é muito mais fácil gerenciar o negócio.

Como otimizar o controle do plano de manutenção?

A coleta e controle dos dados dos equipamentos e das manutenções deve ser uma das principais atividades, porque com essas informações você tem um detalhamento maior da operação, o que facilita na hora de tomar decisões.

Assim, é fundamental que todos os processos estejam alinhados e que toda visita de manutenção tenha um padrão. Com essas etapas planejadas, a tecnologia é uma aliada no momento de facilitar o preenchimento dessas informações.

Fichas de diagnóstico, listas dos recursos necessários para cada manutenção e tempo dos serviços são alguns exemplos das informações essenciais para um bom acompanhamento de caso. 

Nesse momento os checklists são ferramentas que podem ajudar na padronização das manutenções. Saiba como os checklists ajudam na gestão de empresas!

Além da padronização dos processos, é importante garantir a confiabilidade de manutenção, qualidade e tempo de execução dos serviços, otimização dos custos de manutenção e previsão de falhas. 

Todas essas etapas têm métricas para serem avaliadas e melhoradas.

Para esses casos a tecnologia está sempre disponível para ajudar, as ferramentas ideais são aquelas que facilitam os processos e se adequam de forma mais simples a sua operação. 

Dessa forma, a escolha dessas ferramentas deve ser feita com muito cuidado, já que sua empresa irá confiar nelas para guardar as informações e compor o fluxo de trabalho da equipe!

Gostou do conteúdo?

Neste post mostramos uma visão geral do que são os planos de manutenção, sua função e algumas das suas vantagens. 

Se você gostou desse conteúdo pode gostar de saber também o que é e como estrutura um plano de manutenção preventiva?

Para acessar é só clicar aqui. Boa leitura!