Você já ouviu falar sobre a terceira revolução industrial? E indústria 3.0

Ambas as definições são utilizadas para tratar da mesma coisa: o período que marca a chegada da eletrônica, da tecnologia da informação e também das telecomunicações.

Esses conceitos ganharam força na década de 1970 a partir das primeiras tentativas de implantar sistemas de automação por meio de controles e computadores programáveis. 

Assim, os investimentos nessa área foram responsáveis por estudos e desenvolvimento de tecnologias cada vez mais inovadoras, transcendendo ao nível 4.0 da indústria.

Nesse contexto, a informatização na indústria de transformação e em negócios de diferentes ramos, com máquinas e equipamentos integrados à internet, pode apresentar uma significativa redução de custos operacionais. 

Estimativas da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) revelam que tal economia pode chegar a até R$73 bilhões ao ano.

Tendo isso em vista, a única solução para continuar no mercado, de modo competitivo e sustentável, é a adoção da informatização e medidas sustentáveis.

Por isso, no blog post de hoje vamos entender mais sobre a transformação digital nas empresas e os seus benefícios!

Transformação digital: o cenário atual

Como você viu anteriormente, a informatização é um caminho sem volta. Não há mais como se pensar em abrir um negócio ou expandir os já existentes sem considerar a tecnologia como aliada.

No mundo todo o setor de TI – considerando softwares, serviços, hardware e as exportações – apresentou um crescimento de 6,7%. Já no Brasil, esse segmento cresceu aproximadamente 9,8%, segundo o levantamento intitulado Mercado Brasileiro de Softwares: Panorama e Tendências.

O estudo também realizou projeções desta área para os próximos anos, revelando que empresas brasileiras tendem a avançar para alcançar uma TI flexível, não apenas do ponto de vista operacional, mas também nos seus custos. 

Dessa maneira, uma das formas para se atingir esses objetivos é investir em ferramentas como, por exemplo, digitalização, armazenamento em nuvem, serviços e HaaS (sigla para Hardware as a Service, um modelo de contratação de recursos de hardware de acordo com a necessidade da empresa).

Também não podemos deixar de lado o fato de que a pandemia de coronavírus tem impulsionado a digitalização das empresas em 2020. 

E por que? Com processos automatizados e digitalizados, as empresas têm ganhos expressivos em operações, eficiência e produtividade

No final das contas, trabalhar unicamente com processos manuais e em papel com certeza são o oposto do que o futuro nos reserva.

Mas por quais motivos essa área tem crescido tanto?

Atualmente, há uma recorrente preocupação associada à segurança de dados que, com o advento da comunicação digital, ocasionou a geração de fluxos de informações mais densos e preciosos para as organizações. 

Por isso, soluções digitais como a assinatura eletrônica, o armazenamento em nuvem e a transmissão pela rede possibilitam não só maior segurança, mas também redução de custos nos mais diversos setores empresariais.

Grandes empresas, como a Petrobras, já estão investindo na revolução digital e otimizações, como a computação em nuvem.

Segundo Nicolas Simone, que comanda a divisão digital e inovação da empresa, a Petrobras fez uma transformação digital em três a quatro meses, que normalmente levaria até quatro anos para ser realizada.

“Antes estávamos treinando para a revolução digital. Agora estamos em uma corrida”, afirma Melissa Fernandez, Chefe de Tecnologia do Instituto Brasileiro de Petróleo. 

A seguir, você verá alguns exemplos de empresas que conseguiram economizar e prosperar a partir da adoção da TI e de práticas sustentáveis.

Companhia Hidroelétrica do São Francisco (CHESF)

Você conhece a CHESF?

Trata-se de uma organização criada pelo Governo Federal Brasileiro em 1945, sendo considerada hoje a maior geradora de energia elétrica do país, com um total de 12 Hidrelétricas localizadas em diferentes regiões do Nordeste.

Embora esteja há 70 anos em operação no mercado brasileiro, a CHESF sempre busca se modernizar para obter os melhores resultados. 

Um dos mecanismos para apresentação de dados e informações é por meio da elaboração de um relatório anual e de sustentabilidade

No último relatório, de 2018, a empresa explicitou algumas informações sobre ações estratégicas alicerçadas em análises de risco: padronização, otimização e controle dos processos organizacionais, redução de custos e maior produtividade, bem como a maior participação na tomada de decisões. 

Algumas das estratégias da gestão também foram abordadas no último evento de Gestão Corporativa intitulado `A Chesf do Amanhã, Hoje´, promovido pela própria empresa em 2019. 

Entre os projetos estratégicos abordados pela Gestão Corporativa podem ser destacadas soluções em nuvem e papel zero; centro de serviços compartilhados; orçamento base zero e implantação do SAP, um sistema de gestão de pessoas e processos amplamente utilizado pelas maiores empresas nacionais e internacionais.

O Boticário

O Boticário é uma rede brasileira de franquias de cosméticos e perfumes com sede no estado do Paraná. É considerada a oitava maior empresa varejista do país, segundo classificação do Ibevar de 2012.

Porém, um dado importante, é que a venda de produtos online acontece desde 2002, mas foi em 2011 que a empresa fez um grande investimento na qualidade e inovação de sua loja virtual.

Assim, além dos diversos investimentos nas lojas físicas e online, estratégias de marketing e experiência do consumidor, a organização desenvolveu uma solução organizacional que, segundo estimativas internas, prevê economia de R$6 milhões em dois anos: a videocolaboração.

Com o intuito de evitar deslocamentos das equipes de entre Curitiba e São Paulo, o Grupo teve a indicação de uso da tecnologia Polycom, adquirindo a primeira plataforma de videoconferência.

Além de poderem ser utilizadas por qualquer colaborador, as salas são palco de reuniões semanais de alinhamento no Grupo para discussão com as equipes sobre o que irá acontecer na semana; reuniões de projeto para definir as propagandas; e as de diretoria para tomada de decisão.

Os benefícios dessa tecnologia são os mais variados: melhora na comunicação e na produtividade; agilidade nas ações, economia de tempo e de despesas, além de redução dos impactos ambientais com emissão de gases poluentes e descarte de papel.

Outras ações do Boticário em meio a pandemia de COVID-19

Como falamos acima, a estratégia de videoconferência foi um sucesso e trouxe resultados positivos para o Boticário. 

Mas não para por aí. Em 2020, o auge da transformação digital de muitas empresas devido a pandemia de coronavírus, o Grupo expandiu sua área digital e abriu mais 40 vagas para desenvolvedores e tech leads. 

Dessa forma, os profissionais deverão colaborar no desenvolvimento de produtos digitais, como aplicativos e soluções para colaboradores e consumidores.

“A inovação é o ponto de partida para a perenidade do nosso negócio, algo que ganhou uma dimensão ainda maior nos últimos anos no Grupo Boticário. Estamos constantemente demandando mais profissionais qualificados em tecnologia e especificamente em digital, que deem sustentação a esse processo e continuem impulsionando a modernização tecnológica do Grupo, o que para nós é irreversível”, afirma o diretor de TI do grupo, Daniel Knopfholz.

Quais os desafios para a adoção da TI em tempos de coronavírus?

Em matéria publicada em novembro de 2019 no portal de notícias sobre tecnologia IT Fórum 365, Carlos Eduardo Carvalho, Sócio-Fundador da Bridge Consulting, relatou os desafios de se realizar a transformação digital nas empresas brasileiras.

De acordo com Carvalho, para implementar a transformação digital em uma organização, é necessário que ela passe por uma mudança estrutural e cultural. 

Mas, afinal, como fazer isso?

– Compreendendo as mudanças no conceito de agilidade;

– Prevendo e aceitando a existência de riscos;

– Estimulando a criação de estratégias inovadoras.

Porém, sabemos que 2020 acelerou – e muito – a transformação digital em diversas empresas. A pesquisa da consultoria PwC aponta que a pandemia acelerou entre dois e três anos o planejamento das empresas para áreas digitais.

Foram ouvidos mais de 3000 executivos de negócios e tecnologia. 40% dos diretores de empresas disseram que suas organizações aceleraram a digitalização de processos para fomentar o crescimento. 

Além disso, 37% dos entrevistados apontaram um maior peso na qualidade da infraestrutura de Tecnologia da Informação (TI) e telecomunicações nas decisões.

Portanto, se você deseja que sua empresa esteja realmente presente no mundo digital, seguir essas dicas pode expandir os horizontes do ambiente corporativo!

Entendeu melhor o cenário da transformação digital?

No blog post de hoje nós trouxemos alguns dados que comprovam que, cada vez mais, as empresas têm digitalizado seus processos. 

Nesse sentido, algumas organizações têm buscado algumas ferramentas, como softwares de gestão, para alcançar os seus objetivos no mundo digital. 

Para você entender mais sobre a temática, separamos um conteúdo que mostra o que a digitalização pode fazer para a sua empresa e algumas dicas de como implementá-la

Gostou? É só clicar aqui e acessar. Boa leitura!