A transformação digital nas empresas é um tema recorrente aqui no blog do Videnci. Atualmente, organizações precisam digitalizar seus processos para se manterem atuais e competitivas no mercado – e o conceito de imobiliária digital está inserida justamente nesse contexto.

Para Sandro Carlesso, presidente da Associação Empresas do Mercado Imobiliário do Espírito Santo (Ademi-ES), as imobiliárias precisam, mais do que nunca, passar pelo processo de modernização e informatização

Segundo Carlesso, a pandemia de coronavírus, inclusive, tornou esse processo ainda mais emergente. Isso se explica pelo fato de que as vendas estão ocorrendo de forma remota e online – e não mais presencial, como era de costume. 

O presidente da Ademi-ES também acredita que, ao fim dessa pandemia, a tecnologia fará cada vez mais parte da rotina de quem busca e compra imóveis. 

No entanto, é importante reforçar que, mesmo antes da pandemia, a transformação digital já era uma preocupação no setor. 

Segundo o Panorama do Mercado Imobiliário no Brasil realizado em 2019, 43% dos profissionais afirmaram que a ausência de processos automatizados é o maior desafio da área. Além disso, 76% dos respondentes acreditam que atividades manuais fazem com que a produtividade seja mais baixa. 

Com base nesse cenário, queremos mostrar neste blog o que são as imobiliárias digitais e como é possível adaptar processos da sua imobiliária tradicional para o modelo digital.

Boa leitura!

O que é uma imobiliária digital?

Uma imobiliária digital é aquela que utiliza tecnologias e automações para realizar todo o processo que envolve a locação ou compra de um imóvel. 

Além da necessidade que o próprio setor encontrou em se digitalizar, essa é uma demanda vinda de quem está em busca de um imóvel. Segundo dados do E-commerce Brasil, 90% das buscas de imóveis no Brasil são originadas na internet. 

Mas afinal, quais as diferenças entre uma imobiliária tradicional e uma digital? Vamos a elas:

– As imobiliárias digitais fornecem um site completo com fotografias dos imóveis, de forma que os clientes consegue ver todos os detalhes do local. Além das fotos em alta qualidade, algumas imobiliárias oferecem um tour 360 graus para ter uma maior noção do espaço; 

– Caso haja o interesse, o cliente vai até o imóvel e é recebido por um corretor que o acompanhará durante a visita. É possível, no entanto, que essa visita não ocorra caso o cliente se sinta satisfeito com o tour realizado no próprio site da imobiliária

– Se o negócio prosseguir, os próximos contatos, o fechamento e assinatura de contrato são feitos de forma online e com assinatura digital. 

Ainda tem dúvidas de como isso funciona? Veja o que uma construtora em Bauru tem feito para manter as vendas em alta mesmo em meio à pandemia de coronavírus. 

Visto a realidade do distanciamento social, a solução da construtora tem sido a realidade virtual. Por meio de um link, é possível realizar um tour completo pelo apartamento na tela do celular. 

Todo o processo se torna bem simples e fácil, não é? Caso você queira ver mais um exemplo prático desse modelo de imobiliária, visite o site da Lockey e Quinto Andar – ambas já operando de forma digital no Brasil. 

Mas a minha imobiliária funciona do jeito tradicional! E agora?

Se você chegou até este ponto do nosso conteúdo preocupado com o futuro da sua imobiliária, eu tenho uma boa notícia: você já está mais próximo da transformação digital do que imagina! 

Quando falamos em imobiliária digital, um dos maiores desafios é fazer com que gestores entendam a urgência e relevância dessa transformação para o futuro dos seus negócios. 

Se o seu desejo é revolucionar digitalmente sua imobiliária, confira algumas dicas valiosas que podem te ajudar nesse processo:

1 – A transformação digital é uma mudança de estratégia e comportamentos. Por isso, além de digitalizar os seus processos, enfatize para o seu time o quão importante isso será para os negócios;

2 – Invista em um site que supere as expectativas dos seus clientes, de forma que as visitas possam ser feitas de forma virtual;

3 – Utilize contratos e formas de assinatura digitais. Se você já possui contratos físicos, invista em formas de digitalizá-los; se tem a oportunidade de os fazer 100% digitais, essa é a melhor opção;

4 – Pense no trabalho dos seus corretores – uma imobiliária digital é também aquela capaz de otimizar processos internos. Por isso, conte com um software de gestão capaz de facilitar o processo de vistoria de casas e apartamentos, com checklists e formulários digitais.  

Veja os próximos passos

No blog post de hoje nós mostramos o que é uma imobiliária digital e como os processos funcionam na prática. Além disso, mostramos como a sua imobiliária, mesmo que tradicional, pode se tornar digital. 

Além disso, na nossa dica número quatro nós falamos sobre um software de gestão. Você pode estar se perguntando: o que é e como essa tecnologia ajuda a transformar a minha imobiliária digitalmente?

Pensando nisso, nós preparamos um blog post que explica o que é um sistema de gestão inteligente, como isso se aplica ao ramo imobiliário e suas principais vantagens. 

Ficou interessado? Clique aqui e confira!