Mesmo antes da crise do coronavírus, o índice de empresas que adotam o trabalho remoto ㅡ ou home office ㅡ como uma alternativa já era altíssimo.

Trabalhar da própria casa, ou até mesmo em cafés ou outros lugares públicos, já é uma realidade segundo a empresa Robert Half, que constatou em uma pesquisa que 47% dos entrevistados brasileiros afirmaram que o home office aumentou nos últimos três anos. 

O Brasil, inclusive, segundo um ranking feito pela própria empresa, é o terceiro país em que o trabalho remoto mais cresce!

O avanço da tecnologia foi uma das principais causas para esse aumento repentino nos trabalhadores que não precisam mais comparecer com frequência diária na empresa.

Agora, é possível trabalhar com muito mais autonomia para que os processos realizados em casa sejam tão bons e promovam tanto a empresa quanto os que são feitos no escritório. 

O segredo para que boas relações em trabalho remoto sejam construídas é compreender, verdadeiramente, as necessidades dos colaboradores!

É importante:

  • Estabelecer regras que sejam benéficas ao gestor e aos colaboradores, para manter a ordem e o comprometimento mesmo à distância.
  • Uma comunicação saudável, seja nos horários de intervalo ou reunião.
  • Ser compreensivo sempre, porque, sem poder ver os colaboradores, é mais difícil descobrir como eles estão se sentindo. Não é sempre que todos têm um bom dia.
  • Manter as informações transparentes para que todos entendam como a empresa está se saindo.

Encontrar espaços para conversar sobre temas de interesse em comum, demonstrar em reuniões que há a preocupação constante com os colaboradores e incentivar todos através da demonstração da compreensão de dificuldades e acertos de cada um são os passos mais importantes para criar uma cultura saudável de home office.

Confira o infográfico para se encantar com 3 estatísticas impressionantes sobre como o trabalho remoto impacta sua empresa de um jeito muito positivo!